Keanur por Messenger

PARA QUE SERVE O FILTRO DE PARTÍCULAS?

Desde 2009 todos os carros com motor a gasóleo têm que estar equipados com filtro de partículas. Este elemento tem no interior uma espécie de ninho de abelhas em cerâmica extradita, e está instalado no sistema de escape. Destina-se a reter até 80% das partículas e resíduos do escape, reduzindo o nível de emissões de gases poluentes.

Para que mantenha a sua eficácia, o filtro de partículas deve ser limpo com regularidade, através de uma regeneração passiva, que acontece em trajectos longos e a velocidades elevadas, onde o filtro atinge temperaturas elevadas. Sempre que não se atinja esta temperatura, o processo pode ocorrer com falhas, existindo inclusivamente o perigo de solidificação das pequenas matérias, obstruindo o componente e fazendo que o veículo possa apresentar um funcionamento irregular. Não deve ter medo de ir para a estrada e puxar pelo motor, o filtro de partículas agradece.

Como os filtros têm uma capacidade máxima, quando atingem o limite de "sujidade" previsto (nunca mais de 50%), a eletrónica do automóvel tem um modo de segurança que ao entrar em acção força aquilo a que chamamos de uma regeneração activa.

A limpeza dos filtros de partículas faz parte da manutenção periódica. Deve ocorrer a cada 100 mil quilómetros e ser feita com cuidado para não danificar a peça. Não sendo uma operação barata, sempre fica mais em conta do que a substituição, já que instalar um filtro de partículas novo pode custar mais de 1500€.